quarta-feira, 22 de abril de 2015

A opinião e o argumento

A opinião estava solteira,
saia para todos os lugares...
gostava do "blogs bares",
uma franquia de barzinhos,
onde cada filial tem seu gerente,
este decide o que vai servir aos clientes,
pratos recheados, vazios, frios, quentes,
azedos, amargos, ou rico em nutrientes.

A opinião adorava "linhas do tempo"
pois gostava de gritar...
mas existe um lugar 
que sempre tinha que passar...
era presença garantida nos "comentários",
ria e xingava todos que encontrava na discussão 
sempre acompanhada de seus amigos
o estereótipo, o ódio e a reprodução.

Mas a opinião se sentia incompleta,
pois mesmo sendo arroz de festa
ninguém lhe dava atenção,
não conseguia contribuir em nenhuma discussão,
em todos os lugares, berrava suas verdades,
mas nunca deixava saudades...

Depois de muito ignorada
encontrou-se com a reflexão,
que lhe apresentou suas amigas:
observação, humildade e audição.

Ficou um tempo sem aparecer nas festas,
preferia se reunir com suas novas amizades,
já havia criado um grau de afinidade.

Depois de muitas reuniões
a opinião foi apresentada ao argumento...
naquele momento surgiu um sentimento.

Os dois foram se entendendo,
os dois foram se envolvendo,
hoje estão grudados  
e são respeitados
em toda discussão
"Lá vem a opinião de mãos dadas com o argumento!"
"Eles vão contribuir em algum momento!"
"Sempre juntos de suas novas amigas..."
"As três serão madrinhas de casamento!"

A opinião acabou se afastando de seus antigos amigos...
o ódio e o estereótipo tiveram milhões de filhos
alguns estão perdidos, outros escondidos,
vários na internet e no fundamentalismo,
as vezes aparecem como pau ou cassetete,
ou em comentário quando vaza algum boquete,
as vezes aparecem apontando o dedo,
ou em ano par, nas eleições de mesmo enredo.

A reprodução também se multiplicou,
alguns foram pro lado da música,
da poesia e das boas ideias,
em parceria com a reflexão,
outros continuaram saindo com o ódio e o estereótipo,
e, quando convém, com alguma matéria da televisão...

A observação, a humildade e a audição
ficaram muito orgulhosas
por terem sido "cupidos" do casal
que vão viajar no fim do ano,
depois da cerimônia matrimonial...
insisti pra que ficassem para as festas,
mas eles nunca participam das ceias de natal.

3 comentários:

  1. muito bom... postei lá no face. Parabéns!!! (do casal da praça de Varginha, ontem)

    ResponderExcluir
  2. muito bom... postei lá no face. Parabéns!!! (do casal da praça de Varginha, ontem)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucio, obrigado pelo reconhecimento. Fico muito feliz. Abraços.

      Excluir